Metodologias Ativas de Aprendizagem – O Que São e Como Impactam As Crianças?

Com o avanço da tecnologia e o novo dia a dia das crianças e adolescentes, o ensino deles precisa acompanhar as mudanças do mundo. Por isso, as metodologias ativas de aprendizagem são novos jeitos de pensar a educação!

A tecnologia avança mais todos os anos, e se insere no nosso dia a dia de diversas formas e maneiras. Afinal, sempre estamos conectados, de uma forma ou outra. E com as crianças e adolescentes esta realidade não é diferente.

Através de redes sociais, jogos online, ou qualquer outro jeito, os jovens utilizam muito da tecnologia, e até mesmo a dominam melhor e mais rápido. Por isso, a educação deles deve acompanhar todo esse avanço, para que eles consigam ver seu presente naquilo que aprendem.

Pensando assim, as metodologias ativas de aprendizagem têm o objetivo de repensar o método tradicional de ensino. Quer saber mais sobre elas? Fique com o Universo Maker até o final e boa leitura!

metodologias ativas de aprendizagem

O que são as metodologias ativas de aprendizagem?

As metodologias ativas de aprendizagem são novas maneiras de se pensar o jeito de aprender. Ou seja, é repensar o método ensino tradicional das escolas brasileiras.

As metodologias ativas de aprendizagem colocam o aluno no centro do ensino, e o torna protagonista de sua própria aprendizagem. Assim, você cria na criança e no adolescente a autonomia e a responsabilidade pelo seu estudo!

Ainda, por serem os principais agentes de seu processo de aprendizagem, as crianças se comunicam e aprendem juntas, transmitindo seus conhecimentos entre si!

Como as Metodologias Ativas de Aprendizagem impactam no aprendizado infantil?

As crianças aprendem de diversas maneiras, seja apenas lendo ou até mesmo ao ensinar para outras pessoas e falar sobre o que estão aprendendo. Contudo, há uma porcentagem de conhecimento retido com essas ações.

E foi isso que o psiquiatra e estudante de saúde mental, educação e comportamento humano William Glasser se propôs a estudar. 

Quais são as maneiras pelas quais mais retemos informações? Como é que as crianças aprendem?

Com essas dúvidas, ele realizou uma pesquisa durante anos para descobrir como as crianças realmente aprendem.

Assim, os resultados obtidos foram:

  • Ler: 10% da aprendizagem;
  • Ouvir: 20%;
  • Assistir a uma vídeoaula: 30%;
  • Escutar e ver uma aula ao mesmo tempo: 50%;
  • Discutir sobre o tema: 70%;
  • Fazer exercícios: 80%;
  • Ensinar o conteúdo para outra pessoa: 95%.

Por isso, ao inserir o aluno em um ambiente de contato e transmissão de conhecimento entre os colegas, ele consegue reproduzir tudo o que aprendeu e, dessa maneira, fixar melhor o conteúdo!

Assim, como a pirâmide de Glasser mostra, as metodologias ativas de aprendizagem ajudam as crianças a aprender mais e em melhor qualidade, uma vez que podem passar esse conhecimento para outras crianças e grupos!

Ou seja, as metodologias ativas de aprendizagem possuem impacto direto no aprendizado infantil, já que as colocam no centro e como as estrelas de seu ensino!

Quais são as práticas de ensino-aprendizagem mais comuns nas metodologias ativas de aprendizagem?

As metodologias ativas trazem diferentes propostas e diversas possibilidades de práticas de ensino-aprendizagem para que o aluno seja o centro de seu próprio ensino.

A proposta é repensar os métodos tradicionais de ensino, que colocam o estudante como passivo. Ou seja, com as metodologias ativas, eles se tornam os agentes ativos!

Algumas das práticas são:

Ensino Híbrido

O ensino híbrido é uma ótima maneira de colocar o aluno como protagonista de seu aprendizado, uma vez que ele deve criar a autonomia necessária para estudar sem uma figura de autoridade – como o professor – pedindo para que ele faça isso.

Esse modelo foi o principal adotado pelas escolas durante a pandemia do covid-19, quando ainda não era possível que todas as crianças voltassem ao ambiente escolar de forma segura.

Por isso, muitos sentiram o impacto deste modelo de ensino, e muitas crianças tiveram a chance de se adaptar e adquirir uma maior autonomia, disciplina e responsabilidade.

Além disso, a tecnologia é uma das principais aliadas ao estudo e progresso do aluno, que aprende a como utilizá-la da melhor maneira.

Sala de aula invertida

A sala de aula invertida é uma prática de metodologia ativa de aprendizagem muito atual e que tem sido utilizada por cada vez mais instituições de ensino.

O processo de ensino segue um caminho bem claro: primeiro, o professor fornece um tema como base e algumas informações iniciais, sem se aprofundar muito nas informações.

Após isso, os alunos devem realizar pesquisas para complementar as informações com aquelas que encontrarem. Então eles retornam para a sala de aula e expõe o que conseguiram encontrar, por meio de fotos, vídeos, aulas expositivas e outros – por isso, a tecnologia é uma grande aliada deste processo.

Assim, eles podem tirar dúvidas com os professores, que também podem complementar ou corrigir as informações trazidas pelos alunos. Isso torna todo o processo mais dinâmico, e o aluno se torna realmente o centro e o protagonista do processo!

Gamificação

A gamificação é o processo de inserir jogos como forma de aprendizagem no cotidiano das crianças. Afinal, as crianças passam cada vez mais tempo em jogos digitais, então por que não utilizá-los para aprender?

Pensando nisso, utilizar jogos educativos, como o Coelho Sabido, dentro de sala de aula, ou recomendar jogos que eles possam jogar em casa e apontar os detalhes aos quais eles devem se atentar é uma ótima maneira de inserir o cotidiano do aluno em sua rotina escolar.

Assim, ele consegue se identificar com o que aprende e ir à escola e estudar não se tornam processos “chatos” e maçantes!

Montagem de projetos e resolução de problemas

Desenvolver projetos para a resolução de problemas é uma ótima forma de desenvolver a criatividade, imaginação e proatividade do aluno para criar hipóteses e realizar experimentos.

Essa prática se relaciona de forma direta com a Cultura Maker, que propõe que os alunos criem e imaginem, sejam os protagonistas – sendo uma metodologia ativa de aprendizagem!

Assim, os alunos conseguem trabalhar em equipes e cooperar entre si para resolverem os problemas identificados, ou até mesmo para criar melhorias para a localidade ou comunidade!

Quais são os benefícios das metodologias ativas?

Inserir as metodologias ativas de aprendizagem nas escolas não é uma tarefa fácil, uma vez que quebrar com os antigos métodos de ensino ainda é uma proposta que pode assustar tanto os pais quanto os alunos.

Por isso, algumas estratégias são recomendadas para que a inserção destas metodologias nas escolas se dê da melhor forma possível. Confira algumas delas!

Comunicação aberta com os pais e alunos

A insegurança por apostar em um novo método de ensino pode fazer com que muitos pais pensem duas vezes ou fiquem com um pé atrás antes de aderir a ele. 

Então, pensando nisso, é preciso estabelecer um canal de comunicação aberto com a exposição de todos os métodos utilizados e todas as tarefas e objetivos. Isso pode ajudar estes pais a se sentirem mais confiantes e confortáveis!

Além disso, as famílias também são parte essencial do processo! Isso porque, fora da escola, é preciso incentivar, cativar e estimular a criança a buscar conhecimento e ser o agente pela sua educação!

Invista em professores capacitados

Professores que apostam e têm a proposta de inserir as metodologias ativas em suas aulas devem ser o alvo principal da escola, uma vez que estão mais aptos e capacitados a realizar isso da melhor forma possível para todos.

Por isso, investir nestes profissionais é essencial – pois eles sabem como fazer!

Além disso, é possível capacitar o seu corpo docente já existente, sem precisar de novos professores! Há diversos cursos capacitantes a serem feitos!

Invista em recursos

As metodologias ativas de aprendizagem demandam toda uma nova estrutura. A inserção de tecnologia no cotidiano dos alunos faz com que seja necessário todo um ambiente tecnológico e apto para atender os alunos da melhor forma possível.

Tablets, computadores, projetores e outros projetores devem estar disponíveis para que todo um ambiente seja criado em favor da melhor inserção destas metodologias!

Ainda, pacotes em serviços de streaming ou em plataformas que oferecem diversos serviços são seus principais aliados!

Pense na educação socioemocional dos alunos

A educação socioemocional diz respeito à compreensão e entendimento de seus próprios sentimentos e como lidar com eles da melhor forma em determinado momento ou situação.

Por isso, o aluno amadurece emocionalmente e consegue encontrar as melhores maneiras de lidar com suas reações e seus sentimentos. Isso melhora sua saúde mental e sua relação com outras crianças e professores!

Por isso, investir no desenvolvimento da educação socioemocional é parte das metodologias ativas de aprendizagem. Dessa forma, é possível melhorar a relação dos alunos consigo mesmos e proporcionar uma educação melhor!

Como o Universo Maker ajuda nas metodologias ativas de aprendizagem?

Ser criança é deixar a imaginação e a criatividade correrem soltas em diversas áreas, e elas são muito importantes no processo de aprendizagem dos pequenos.

E tem jeito melhor do que aprender brincando?

Com o Universo Maker, você tem acesso a diversos brinquedos e jogos para seu filho criar e montar, deixando tudo com sua carinha! Ele coloca a mão na massa e consegue aprender na prática, observando, tocando, criando e montando!

Então, venha conhecer o melhor brinquedo para a faixa etária de seu filho, e ajude ele a obter o melhor desenvolvimento desde cedo!

Além disso, você, papai e mamãe, não fica de fora! Além de ajudar na montagem dos brinquedos e passar um tempo com seu filho, você pode acessar o blog do Universo Maker! Assim, você confere diversos artigos que te ajudam nessa tarefa que é ser pai ou mãe.

Não fique de fora dessa! Explore este Universo Maker agora!

Clique para avaliar o conteúdo
[Total: 0 Média: 0]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *